Porto – Roteiro de dois dias

A visita ao Porto já estava pensada há imenso tempo, já lá tinha ido numa visita de estudo em adolescente, um contexto bastante diferente das viagens e escapadinhas atuais. O Porto é uma cidade cheia de vida e muita cor, mesmo que na sua arquitetura seja escura, as suas cores sobressaem entre a vibração da cidade.

COMO ir? Fomos de carro, estacionámos num parque público diariamente e visitámos a cidade a pé, à exceção da visita à Foz.

ONDE ficar? Como foi uma marcação de última hora e num fim-de-semana comprido foi difícil conseguir algo central e a bom preço, os preços praticados na baixa do Porto são exorbitantes. Decimo-nos pelo HF Ipanema Park, este hotel 5* tem uma óptima relação qualidade/preço, muito pelo fator distância relativamente à zona histórica da cidade, mas não nos limitou em termos de localização, durante o dia fomos de carro para a zona histórica e estacionámos num parque público, fomos a pé para a Fundação Serralves e a foz do rio Douro também fica a 5 minutos de carro. O pequeno-almoço e bom e o quarto muito espaçoso com uma excelente casa-de-banho.

O QUE visitar? A cidade é relativamente pequena, é muito fácil visitá-la a pé, modalidade de visita que mais apreciamos. A zona da ribeira é muito vibrante, atualmente a fervilhar com turistas, artistas e locais. A experiência de atravessar a ponte D. Luís a pé até Gaia é fantástica, conseguimos vistas inacreditáveis, pessoalmente gostei mais da vista de Gaia para o Porto do que o contrário, temos uma visão muito bonita da cidade, com toda a sua fisionomia colorida. Os barcos tradicionais no rio e a as visitas às caves também nos agradou bastante. Nos dois dias conseguimos visitar os seguintes locais:

RIBEIRA, uma zona icónica da cidade, onde podemos disfrutar da magnífica vista, assim como de uma variedade enorme de bares e restaurantes para todos os gostos. Também podemos atravessar a Ponte Luís I a partir deste local.

 

 

PONTE LUÍS I, liga as cidades do Porto e de Vila Nova de Gaia, na margem da última encontramos uma das melhores vistas da cidade do Porto. Atravessámos a ponte pelo tabuleiro superior em direção a Gaia e regressámos pelo tabuleiro inferior, quer um, quer outro presenteia-nos com vistas fabulosas e a experiência de uma visão abrangente da cidade.

TORRE DOS CLÉRIGOS, considerada o ex-libris da cidade, este monumento é constituído pela Torre dos Clérigos, a Igreja doa Clérigos e a Casa da Irmandade. A vista da torre é magnífica e arquitetonicamente destaca-se pelo estilo barroco. Inicialmente o projeto previa duas torres para a lateral da igreja, no entanto esta torre sineira veio substituir essa ideia e acabou mesmo por ser construída e tornar-se o monumento mais famoso da cidade. Aconselho a comprar a entrada antecipadamente, principalmente se não visitar logo pela manhã, quando chegámos à tarde, só vendiam bilhetes para o dia seguinte.

Informações: aberto todos os dias das 09:00 às 19:00 (com exceção dos dias 24, 15 e 31/12 e 1/1). Preço: 5€. No site do monumento têm indicação que haverá possibilidade de efetuar visitas noturnas das 19:00 às 23:00, preço 5€, ainda sem datas.

LIVRARIA LELLO & IRMÃO, a famosa livraria que inspirou a biblioteca do inesquecível Harry Potter oferece-nos uma viagem no tempo, onde nos podemos deslumbrar com a beleza da peculiaridade da sua construção interior. A fila é diariamente infindável, mas vale a pena. Confesso que desejei visitar o espaço sem clientes/visitantes, é quase impossível disfrutar da sua beleza dada a escassez de espaço e a multidão que se encontra lá dentro, mas não me arrependi de aguardar tanto tempo para entrar. A entrada é cobrada com possibilidade de ser descontada mediante a compra de livros no interior.

Informações: aberto todos os dias das 9:30 às 19:00. Preço: 3€.

 

PALÁCIO DA BOLSA, um edifício com estilo neoclássico que transmite alguma austeridade, revela-se extremamente eclético no seu interior com a mistura de estilos e linhas decorativas. A sala árabe assume um lugar de destaque entre todas as outras pelo seu luxuoso esplendor que se assemelha grandemente ao estilo nos Palácios Nasridas em Alhambra. Foi inspirada nesse mesmo monumento espanhol. Uma visita obrigatória para quem visita a cidade!

Informações: de novembro a março das 09:00 às 13:00 / 14:00 às 17:30 e de abril a outubro das 09:00 às 18:30.

FUNDAÇÃO SERRALVES, localizada no Parque de Serralves e onde podemos encontrar a Casa de Serralves e o Museu de Arte Contemporânea. Este espaço oferece-nos momentos relaxantes ao percorrer o parque e os seus jardins, com a oportunidade de visitar as exposições que estão no Museu e na Casa.

Informações: aberto todos os dias das 10:00 às 18:00 de segunda a sexta e das 10:00 às 19:00 ao fim-de-semana. Preço: 10€.

SÉ DO PORTO, localizada no centro histórico da cidade, a sua construção data do século XII. Com um estilo arquitetónico românico, a sua fachada destaca-se pela grande rosácea ao centro e as duas cúpulas no cimo das duas torres.

Informações: aberto todos os dias das 09:00 às 12:30 / 14:30 às 19:00 de abril a outubro e das 09:00 às 12:30 / 14:30 às 18:00 de novembro a março. Preço: catedral é de entrada livre, o claustro tem o preço de 3€.

20170429_141213

CAVES FERREIRA, escolhemos estas caves para a nossa visita em Gaia, é uma visita relativamente pequena, mas com informação muito bem apresentada pela guia da visita. No final é possível experimentar dois tipos de vinho do porto, a quantidade de prova de vinhos depende do preço da entrada.

Informações: aberto todos os dias das 10:00 às 12:30 / 14:00 às 18:00. Preço: 6€.

 

Nos nossos passeios pela cidade, andámos a pé na grande parte dos dias, só grandes distâncias fizemos de carro, como é o caso da Foz. Nestes percursos tivemos oportunidade de passar pela Igreja do Carmo, a Avenida dos Aliados, a Estação de São Bento, o Café Majestic, a Capela das Almas, a Igreja de Santa Clara, a Igreja das Carmelitas, a Igreja de São Francisco, em alguns destes locais não tivemos oportunidade de entrar, somente apreciar de passagem, fica garantidamente para outra visita.

 

A cidade é muito charmosa, fervilha culturalmente e tem muita vida noturna. Ficou por fazer o cruzeiro no Douro, mas não faltarão oportunidades para a experiência.
Quando regressámos a sul não resistimos aos ovos moles que ficavam a caminho e parámos uma horinha para um passeio muito rápido em Aveiro.
20170501_094205
Boas viagens! Já sabem: Para viajar, basta existir! Fernando Pessoa

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s