Viena – O que visitar em 3 dias?

Viena foi uma surpresa esperada, nenhum de nós tinha visitado a Áustria, a cidade está sem qualquer sombra de dúvidas no nosso top 5 europeu. Uma cidade deslumbrante que ofusca pela sua beleza arquitetónica. A cada esquina temos mais um edifício fantástico que nos rouba um suspiro sem qualquer dificuldade.

Apesar de termos saído de Portugal com uma expetativa bastante alta, Viena não desiludiu, muito pelo contrário, bastaram duas horas para sabermos com toda a certeza de que voltaremos à bela capital austríaca, desta feita em época natalícia. Já decorria a construção dos mercados de Natal, as iluminações estavam instaladas e desligadas com muita pena nossa, podemos dizer que a cidade respira Natal, mesmo que nada esteja a funcionar ainda. Os mercados têm início em 17 de Novembro, pelo que se ainda têm uns dias de férias é o destino ideal!

QUANDO ir? Escolhemos a data da viagem devido ao feriado, o clima esteve entre os 15 e os 18º, uma temperatura agradável para a época do ano, ficámos com muita vontade de voltar em Dezembro, a cidade é desde há muito conhecida pelos mercados de Natal e pelo que vimos da organização já em curso, o espírito é contagiante.

COMO ir? Fizemos o voo Lisboa – Viena pela TAP, com alguns atrasos tanto para lá, como para cá, já existem voos diretos da Ryanair e da Wizair a partir de Lisboa e de Faro. Fazemos sempre a pesquisa na Skyscanner para obter os melhores preços. Até ao centro da cidade apanhámos um comboio direto que demora cerca de 16 minutos (farei um post com as dicas mais importantes para visitar Viena com a explicação de como poupar tempo e dinheiro).

ONDE ficar? Viena não é uma cidade barata, mas efetuar a reserva com bastante tempo de antecedência normalmente faz com que encontremos algumas oportunidades de ouro. Na pesquisa efetuada no Booking vimos logo que os hotéis eram mais baratos que outras capitais europeias como Londres ou Amesterdão, aproveitámos para escolher um o mais central possível. O Grand Ferdinand Hotel foi uma excelente escolha, super central, com quartos super confortáveis e uma sala de pequeno-almoço de sonho, situada no 8° andar do edifício, com uma vista magnífica sobre a cidade, mesmo em dias encobertos foi espantoso começar o dia naquele local!

QUANTO tempo ficar? A cidade tem uma quantidade interminável de visitas a fazer, se tivermos muito tempo é possível ocupar 4 ou 5 dias com visitas aos palácios, museus, cafés e principais atrações. Nós fomos 4 dias, chegámos à cidade às 14:00 no primeiro dia e decidimos visitar Bratislava na Eslováquia no último dia, por isso na realidade só estivemos 2 dias e meio na cidade.

O QUE visitar? A cidade tem imensas atrações e museus, cabe ao gosto de cada um selecionar o que vão visitar. Aqui ficam as visitas que fizemos em 3 dias e voltámos maravilhados!

PALÁCIO IMPERIAL DE HOFBURG, localizado mesmo no centro histórico da cidade, residência oficial dos Habsburgo desde o século XIII até meados do século XX, era a residência de inverno principal da família. Neste palácio podemos encontrar não só o Museu de Sissi, com os Apartamentos Imperiais e coleção mobiliária onde residiu a famosa Imperatriz, assim como a Escola Espanhola de Equitação, os gabinetes do Presidente da Austria, a Biblioteca Nacional Austríaca, assim como algumas coleções de pratas, porcelana e jóias nos museus existentes. A visita tem início com essas coleções de pratas e porcelanas do palácio, apesar de impressionante não nos prendeu de imediato, mas a visita supera qualquer expectativa quando entramos nos apartamentos imperiais, todos os cómodos são magistralmente mobilados e perfeitamente conservados, uma visita digna de ser feita, diria mesmo obrigatória. Infelizmente não podemos tirar fotografias dentro dos apartamentos.

INFORMAÇÕES: Aberto todos os dias das 09:00 às 17:30 (de Setembro a Junho) e das 09:00 às 18:00 (Julho e Agosto). Preço: 13,90€ com audio-guia, 16,90€ com visita guiada. Existe a opção de comprar o passe Sissi que inclui o museu Sissi, os apartamentos e mobiliário e o Palácio de Shonbrunn, este passe tem entrada rápida e custa 29.90€.

PALÁCIO DE SCHONBRUNN, localizado fora do centro histórico de Viena, a residência preferida de verão dos Habsburgo, é um dos principais monumentos da Áustria, comparado a Versalhes, o início da construção deste belo palácio data do século XVII. No mesmo passou não só a corte austríaca, sendo o preferido da aristocracia, como também foi neste complexo que Napoleão e a sua comitiva se estabeleceu, quando os franceses ocuparam Viena, foi palco de grandes nomes do mundo da música como Mozart, e nele também residiu a esposa de D. Pedro IV, rei de Portugal, ou D. Pedro I, primeiro imperador do Brasil. Não podemos tirar fotografias no interior do palácio, a visita é obrigatória, sendo dos palácios mais completos que já visitámos, a par com os apartamentos imperiais de Hofburg. Os jardins do Palácio são de entrada grátis.

Esta foi a única visita em que utilizámos o metro, a linha verde U4 tem uma paragem com o mesmo nome do Palácio. Se forem amantes de fotografia convém ir cedo, o palácio abre as 8:00, nós chegámos as 8:30 e já havia fila para entrar e os jardins tinham algumas pessoas.

INFORMAÇÕES: Aberto todos os dias, das 08:00 às 17:30 (de Abril a Junho e em Setembro e Outubro), das 08:00 às 6:30 (em Julho e Agosto) e das 08:00 às 05:00 (de Novembro a Março). Preço: existem 3 opções, a Imperial Tour 14,20€ (22 salas), a Grand Tour  17,50€ (40salas), Classical Tour 24€ (inclui a Grand Tour com a entrada no Labirinto, na Gloriette e na Orangerie situados nos jardins). 

PALÁCIO DE BELVEDERE, localizado fora do centro histórico e da zona do Ring, o complexo é constituído pelo Belvedere Inferior e o Belvedere Inferior, o último foi o primeiro a ser inaugurado, seguindo-se do segundo que se destaca pela arquitetura barroca. Os seus jardins são também gratuitos e se não houver tempo ou vontade de o visitar por dentro, vale a pena só pela sua fachada. É sobejamente conhecido porque tem em exposição o famoso quadro de Klimt, O Beijo. Realmente é maravilhoso apreciar o mesmo ao vivo, todos os tons dourados brilham e dão a sensação de movimento dos tecidos dos protagonistas perpetuados na obra. A exposição do palácio tem obras de vários artistas, inclusive Van Gogh, mas o ex-líbris é mesmo a exposição de Klimt, filho da cidade e do país. Os outros dois palácios são mais ricos no seu interior, este funciona como um museu de exposições de pintura e escultura, mas não encontramos qualquer mobiliário de época. No exterior, pessoalmente, acho que é o mais bonito.

INFORMAÇÕES: aberto todos os dias das 09:00 às 18:00 com exceção de sexta-feira que fecha às 21:00. Preço: 22€ (para os dois palácios, inferior e superior), 15€ para o superior e 13€ para o inferior.

CATEDRAL DE S. ESTEVÃO, esta catedral é impressionante, é das mais antigas catedrais de arquitetura gótica na Europa (data do século XII) e umas das mais importantes catedrais do mundo, ergue-se na praça com o mesmo nome em todo o seu esplendor! O interior é igualmente impressionante com vitrais lindíssimos que iluminam a capela. É possível subir às duas torres da catedral, uma de elevador e outra pelas escadas, a mais alta é pela escadas, são 343 penosos degraus, claro que subimos a pé, e quase morri, mas a vista é a nossa recompensa e para descer todos os santos ajudam! A particularidade é que a mesma escadinha em caracol serve para subir e descer, pelo que os encontros e tentativas de desvios são muitos ao longo da subida!

INFORMAÇÕES: aberta todos os dias das 06:00 às 22:00, exceto aos domingos que abre às 07:00. Preço: tudo incluído são 15,40€ (acesso à catedral, catacumbas, tesouro real e as duas torres), podemos visitar as torres independentemente (6€) senão quisermos visitar as restantes atrações. 

IGREJA DE SÃO CARLOS, localizada na Praça de São Carlos, é um tesouro do barroco, segundo a pesquisa e a informação da própria igreja é uma das principais e mais bem conservadas igrejas barrocas, majestosamente ladeada por duas colunas romanas, com uma cúpula enorme que podemos ter o prazer de observar de perto. Dentro da igreja existe um elevador que leva os visitantes a ter uma experiência sensacional com a observação a poucos metros dos frescos da parede da cúpula. Apesar de ter vertigens adorei a experiência, vale a pena o desconforto! Tivemos a sorte de estar dentro da igreja quando fizeram uma pequena apresentação com órgão, uma melodia e som maravilhosos!

INFORMAÇÕES: aberto todos os dias, de segunda a sábado das 09:00 às 18:00, aos domingos e feriados das 12:00 às 19:00. Preço: 8€.

BIBLIOTECA NACIONAL AUSTRÍACA, localizada no complexo do Palácio de Hofburg, é de uma beleza ímpar e conta com um espólio impressionante, é uma das mais ricas bibliotecas do país e está entre as mais bonitas bibliotecas do mundo.

INFORMAÇÕES: aberto de terça a domingo das 10:00 às 18:00, com exceção de quinta-feira que encerra às 21:00. Preço: 8€.

GALERIA ALBERTINA, localizado no coração do centro histórico, alberga um acervo impressionante, conta com uma exposição surpreendente de obras de mestres como Monet, Picasso, Chagall, Miro, Renoir, entre muitos outros, talvez dos museus que mais me impressionou devido à coleção de Monet que estará até Janeiro naquele museu.

INFORMAÇÕES: aberto todos os dias das 09:00 às 18:00, com exceção de quarta e sexta que encerra às 21:00. Preço: 14€.

ÓPERA ESTATAL DE VIENA, localizada em frente ao Museu Albertina, também no centro histórico, é um edifício de um opulência inexplicável, principalmente à noite com a perfeita iluminação que destaca todos os pormenores do edifício. Aqui podemos ver uma ópera, os preços começam nos 16€ na bilheteira, existem bilhetes mais baratos para assistir em pé que só são vendidos muito perto da hora do espetáculo. As visitas guiadas ao edifício têm um horário diferente todos os dias, devemos consultar no local para estar algum tempo antes à porta, pois só vendem entradas 20 minutos antes. Nunca conseguimos entrar, foi a visita que ficou por fazer e que tivemos imensa pena de não conseguir visitar.

INFORMAÇÕES: aberta todos os dias, mas deverão consultar os horários das visitas guiadas no site, pois alteram de dia para dia. Preço: 9€.

MUSEUM QUARTIER, uma praça rodeada por vários museus, um ponto de encontro de locais e turistas com imenso charme, como toda a cidade. Nesta zona podemos encontrar o Museu de História Natural, Museu de Arte, Museu Leopold, Museu Mumok, entre outros. Pessoalmente o mais impressionante é a envolvência do local, um espaço aberto com edifícios lindíssimos, onde o moderno e o clássico convivem em perfeita harmonia.

RATHAUS, sede da câmara municipal de Viena, um edifício com estilo gótico, data do século XIX e tem um parque muito agradável em frente à sua fachada principal. Nesta altura estão a preparar o mercado de Natal, como em inúmeras praças, parques e jardins da cidade, ficámos com vontade de voltar para um Mercado de Natal futuramente. Como estivemos num fim-de-semana e feriado, não foi possível fazer a visita guiada ao edifício que acontece todos os dias úteis às 13:00.

Informações: visitas guiadas gratuitas às segundas, quartas e sextas às 13:00.

IGREJA DOS CAPUCHINHOS E CRIPTA IMPERIAL, localizada muito perto do Palácio de Hofburg, de uma simplicidade que se destaca perante tamanha opulência da cidade, abriga a cripta imperial do país, inclusive a Imperatriz Sissi, marido e filho. Os sarcófagos são impressionantes obras de arte, uma visita surpreendente e obrigatória na cidade. Não é possível fotografar.

Informações: aberto todos os dias das 10:00 às 18:00, exceto às quintas que abre às 09:00. Nos dias 1 e 2 de Novembro encontra-se encerrada, no entanto quando visitámos foi precisamente no dia 2 de novembro, foi possível visitar a cripta imperial somente. Nesse dia a entrada é gratuita, mas normalmente o preço é de 18€.

20181102_125540

NASCHMARKT, o mercado mais conhecido da cidade, perto de Karlplatz, mercado de rua permanente onde podemos não só comprar produtos regionais e frescos, como aproveitar para experimentar algumas iguarias. Os sábados são os mais concorridos, nos outros dias da semana está mais vazio e talvez seja possível uma visita mais calma.

HUNDERTWASSERHAUS, um edifício construído e concebido pelo artista Friedensreich Hundertwasser que contrasta com a arquitetura clássica inerente à cidade. Este complexo construído nos anos 80, faz lembrar a escola de Gaudi, com toda a sua fluidez, textura e cor. Um edifício da cidade que atrai imensos turistas, onde podemos encontrar também um pequeno centro comercial com as mesmas características arquitetónicas.

PRATER, o mais antigo parque de diversões do mundo, conta com a emblemática roda gigante que é um dos símbolos da cidade e ficou na minha memória com o filme Antes do Anoitecer com Ethan Hawke e Julie Delphi. Esta trilogia cinematográfica tem como cenários Viena, Paris e Grécia, mas é o primeiro que me apaixonou e a Roda Gigante é protagonista juntamente com estes dois jovens ansiosos por uma nova aventura.

CAFÉS TRADICIONAIS, os tradicionais cafés espalhados por toda a cidade estão repletos de ansiosos visitantes para se sentarem numa das mesas que poderão ter recebido personalidades como Freud, Trotsky ou mesmo Hitler. As filas são imensas, então se faz questão de entrar e sentar-se num destes estabelecimentos o melhor será visitá-los logo pela manhã ou perto do encerramento. No Café Central não conseguimos entrar, mas no Hotel Sacher conseguimos após a hora de jantar, pelas 21:00 e não esperámos muito tempo. A especialidade é o Bolo Sacher, concebido pela primeira vez na por Franz Sacher e ficou eternizado por ser considerado uma das maiores especialidades da cidade. O mesmo bolo existe em toda a cidade, mas é neste café que alegam ser o original. Pessoalmente achei o mesmo um pouco seco demais, mas foi um divertida experiência entrar e sentarmo-nos num destes cafés com tamanha pompa e circunstância. Alguns destes cafés são o Café Central, o Café Sacher, o Café Museu, Café Imperial, Café Mozart, entre outros. A chocolataria Demel também é bastante concorrida, quase não se consegue entrar lá dentro, famosa por ser a responsável pela doçaria da casa imperial, tem chocolates que são perfeitas obras de arte, e o cheiro é irresistível.

RESTAURANTE FIGLMULLER, só fomos com uma reserva efetuada, e foi um erro, os restaurantes funcionam principalmente com reservas e foi muito difícil conseguir mesa nos dias que estivemos na cidade, à exceção do primeiro que tínhamos mesa reservada no Figlmuller, restaurante muito famoso pela especialidade de Schnitzel, um bife de porco ou vitela panado. O jantar foi excelente, pedimos todas as especialidades, Schnitzel, Goulash, que é uma sopa com carne de vitela bastante tenra e muito saborosa, salada de batata que surpreendeu, cerveja local, muito boa e um apfelstrudel, pois o bolo Sacher seria para outro dia no Café Sacher. O preço foi aproximadamente 50€, padrão normal para a cidade. As filas são gigantescas neste restaurante, realmente vale a pena experimentar, mas convém efetuar reserva, nós fizemos no site diretamente.

Para além dos restaurantes, é possível fazer refeições baratas na cidade, os quiosques de salsichas são muito famosos, comemos de pé ou sentados num parque, são ótimas e uma opção rápida para continuar a visita, a especialidade de Viena é a de queijo, eu preferi a picante que tem um sabor mais forte. Outra opção barata é a cadeia de fastfood Nordsee, que tem como especialidade os frutos do mar, gostámos muito dos camarões panados e as sandes e wraps também recheados de frutos do mar, salmão ou peixe.

 

Viena foi uma surpresa esperada, a cidade é um museu ao ar livre, a cada esquina, ou mesmo a cada passo encontramos mais um edifício, mais uma estátua, mais outra qualquer atração que nos deixa de queixo caído. É uma capital europeia obrigatória, destacou-se pelo requinte e pela beleza e valor incalculável que podemos testemunhar somente a deambular pelas ruas da cidade de Viena. Uma viagem inesquecível onde foi possível uma escapadinha a Bratislava na vizinha Eslováquia (dicas e sugestões para outro post).

Para viajar, basta existir. Fernando Pessoa

2 thoughts on “Viena – O que visitar em 3 dias?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s